CADERNO DE ENCARGOS FGX 2018

INTRODUÇÃO

O CADERNO DE ENCARGOS DA FGX 2018 visa definir os quesitos e critérios que orientam a criação, a promoção e os procedimentos a serem observados para a realização das competições oficiais da Federação Gaúcha de Xadrez (FGX) no território do estado do Rio Grande do Sul. 

Para este efeito, são consideradas competições oficiais da FGX todos os torneios que tenham a sua chancela e que de alguma forma sejam classificatórios ou finais para a obtenção dos títulos de campeão gaúcho, em todas as categorias do xadrez organizadas sob a supervisão direta da FGX.

As competições oficiais da FGX são as realizadas por entidades filiadas, pessoas jurídicas vinculadas direta ou indiretamente à FGX ou atletas filiados, cujos resultados forem homologados pela FGX para finalidades de obtenção de normas, títulos ou ratings.

 

DIRETRIZES GERAIS 

Os eventos elencados abaixo são provas oficiais da FGX, sendo realizados conforme os dispositivos deste regulamento. São objetivos gerais de cada evento:

a. Promover o xadrez no Rio Grande do Sul e contribuir para a melhoria do seu nível técnico,

b. Promover intercâmbio cultural e social, pela cooperação entre enxadristas, dirigentes, organizadores e comunidade local. 

c.  Promover a expansão de habilidades e talentos individuais, pelo estímulo dado pelas competições e pelo reconhecimento de mérito das realizações dos enxadristas. 

d. Promover a transparência nas competições, com o objetivo claro de dar legitimidade aos títulos a serem conferidos.

 

Os troféus e medalhas deverão conter:

a. Descrição completa, com o nome do evento, sua edição (ano ou número) e a cidade de realização, com suas respectivas classificações,

b. O logotipo da FGX.

 

Os casos omissos serão resolvidos pela Diretoria da FGX.

Revogam-se as disposições em contrário. 

 

EVENTOS OFICIAIS 

1) CAMPEONATO GAÚCHO DE XADREZ CLÁSSICO – FINAL FECHADA

2) CIRCUITO GAÚCHO DE XADREZ PENSADO – COM VAGAS PARA A FINAL DO CAMPEONATO GAÚCHO DE XADREZ CLÁSSICO

3) CAMPEONATO GAÚCHO DE XADREZ FEMININO

4) CAMPEONATO GAÚCHO DE XADREZ JUVENIL – SUB 20

5) CIRCUITO GAÚCHO DE XADREZ RÁPIDO – COM VAGA PARA A FINAL DO CAMPEONATO GAÚCHO DE XADREZ CLÁSSICO

6) CIRCUITO GAÚCHO DE XADREZ BLITZ

Para os eventos válidos para Rating FIDE, o prazo para registro e pagamento é conforme aquele estipulado no Caderno de Encargos da CBX.

1. CAMPEONATO GAÚCHO DE XADREZ CLÁSSICO – FINAL FECHADA

Realização e organização: O Campeonato Gaúcho de Xadrez Clássico e o último torneio do Circuito Gaúcho de Xadrez Blitz poderão ser realizados na mesma data e local, desde que pelo mesmo organizador.

Premiação Mínima:

a. Livre, em moeda corrente nacional, definida pelo organizador do torneio.

b. A competição contará com a premiação mínima, em troféus e medalhas, assim distribuídos:

i. O campeão receberá troféu e o 2º e 3º colocados receberão medalhas.

Objetivo: Apontar o Campeão Gaúcho de Xadrez Clássico do ano em curso, garantindo participação, hospedagem, inscrição e alimentação para a próxima edição do evento.

Despesas de hospedagem e alimentação: Por conta do organizador.

Jogadores com direito a participação: Os participantes deverão estar federados pelo RS no cadastro da CBX em 01/11/2018, exceto no caso mencionado no item v) abaixo. São eles: 

i) Campeão, vice-campeão e terceiro colocado do Circuito Gaúcho de Xadrez Pensado de 2018, 

ii) Campeão Gaúcho de Xadrez Rápido de 2018 ou o Vice, na impossibilidade do primeiro.

iii) Campeão Gaúcho de Xadrez Clássico de 2017 ou o Vice, na impossibilidade do primeiro.

iv) Enxadrista com maior rating FIDE em 01/11/2018, e 

v) Possibilidade de um(a) enxadrista convidado pela FGX, que poderá ser ex-campeão estadual ou com rating FIDE maior do que 2.200 que, caso não seja federado pelo RS, não estará competindo pelo título de Campeão Gaúcho, mas apenas pelo prêmio do torneio. 

No caso de impossibilidade de participação de jogadores definidos nos itens i) a iv) acima, poderão ser convidados pela FGX jogadores de acordo com as correspondentes sequências de classificação, sendo que a prioridade de escolha em relação às referidas sequências será definida e anunciada pela FGX antes do convite de participação. 

Inscrições: Não serão cobradas inscrições dos participantes.

Sistema: Schuring em cinco rodadas.

Ritmo de Jogo: Preferencialmente, 1h30 + 30s por lance em relógio digital a partir do primeiro lance ou 2 horas K.O. em relógio analógico.

Cálculo de Rating: FIDE e CBX. São encargos do organizador local as taxas FIDE/CBX, que devem ser repassadas à FGX para efetuar os registros e pagamentos.

Contrapartida para a FGX: Sem contrapartida.

Arbitragem: Deve constar na lista de árbitros da FGX e o árbitro principal deve ter a chancela da FGX.

Regulamento Técnico e folder do evento: Deve contar com a chancela da Diretoria da FGX e estar disponível com pelo menos 60 dias de antecedência.

2. CIRCUITO GAÚCHO DE XADREZ PENSADO – COM VAGAS PARA A FINAL DO CAMPEONATO GAÚCHO DE XADREZ CLÁSSICO

Etapas: Preferencialmente abrangendo várias regiões do estado e devendo ocorrer preferencialmente até o final de novembro de 2018. 

Premiação Mínima:

a. Livre, em moeda corrente nacional, definida pelo organizador do torneio.

b. A competição contará com a premiação mínima, em troféus e medalhas, assim distribuídos:

i. O campeão receberá troféu e o 2º e 3º colocados receberão medalhas.

ii. A organização poderá oferecer medalhas de destaque para as diversas categorias juvenis, feminina e veterano, a seu critério.

Objetivo: Apontar o Campeão, Vice e Terceiro colocado do Circuito Gaúcho de Xadrez Pensado do ano em curso, garantindo participação na final fechada do Campeonato Gaúcho de Xadrez Clássico do mesmo ano. Para obter a vaga na final, o jogador deverá estar federado no RS, conforme estabelecido na descrição do Campeonato Gaúcho de Xadrez Clássico – final Fechada, acima.

Divisões: Os organizadores locais têm liberdade para, paralelamente à etapa do circuito, realizar torneios em outras subdivisões (ex.: Divisão Escolar), onde o organizador local estabelecerá seus próprios critérios de organização e premiação.

Jogadores com direito a participação: Aberto a todos enxadristas com registro na CBX.

Inscrições: O valor da inscrição deverá oferecer desconto de 25% a enxadristas representantes de clubes regulares junto a FGX. O organizador também poderá especificar valores promocionais para enxadristas das categorias SUB 20, feminino e veterano. Adicionalmente, o clube organizador do torneio poderá oferecer descontos exclusivos para seus associados em dia com as mensalidades.

Duração: Preferencialmente em dois dias de competição e mínimo de cinco rodadas no sistema suíço.

Ritmo de Jogo: Preferencialmente um dos seguintes ritmos: i) 50 min + 15 seg por lance a partir do primeiro lance em relógio digital ou 65 min K.O. em relógio analógico, ou ii) 1h30 + 30s por lance a partir do primeiro  lance em relógio digital ou 2 horas K.O. em relógio analógico. 

Cálculo de Rating: Preferencialmente FIDE e CBX, apenas CBX se necessário. São encargos do organizador local as taxas FIDE/CBX, que devem ser repassadas à FGX para efetuar os registros e pagamentos.

Contrapartida para a FGX: Sem contrapartida

Arbitragem: Deve constar na lista de árbitros da FGX e o árbitro principal deve ter a chancela da FGX.

Regulamento Técnico e folder do evento: Deve contar com a chancela da Diretoria da FGX e estar disponível com pelo menos 60 dias de antecedência.

3. CAMPEONATO GAÚCHO DE XADREZ FEMININO

Premiação Mínima:

a. Livre, em moeda corrente nacional, definida pelo organizador do torneio.

b. A competição contará com a premiação mínima, em troféus e medalhas, assim distribuídos:

i. O campeão receberá troféu e o 2º e 3º colocados receberão medalhas.

ii. A organização poderá oferecer medalhas de destaque para as diversas categorias juvenis, a seu critério.

Objetivo: Apontar a Campeã Gaúcha de Xadrez Feminino do ano em curso.

Despesas de hospedagem e alimentação: Definidas pelo organizador.

Jogadores com direito a participação: Aberto a todas as enxadristas federadas no RS, no cadastro da CBX.

Inscrições: O valor da inscrição deverá oferecer desconto de 25% a enxadristas representantes de clubes regulares junto a FGX. O organizador também poderá especificar valores promocionais para enxadristas das categorias SUB 20. Adicionalmente, o clube organizador do torneio poderá oferecer descontos exclusivos para seus associados em dia com as mensalidades.

Sistema e Duração: Suíço, mínimo de cinco rodadas.

Ritmo de Jogo: 15 min + 15 seg por lance a partir do primeiro lance em relógio digital ou 20 minutos K.O. em relógio analógico.

Cálculo de Rating: Preferencialmente FIDE e CBX, se possível. São encargos do organizador local as taxas FIDE/CBX, que devem ser repassadas à FGX para efetuar os registros e pagamentos.

Contrapartida para a FGX: Sem contrapartida

Arbitragem: Deve constar na lista de árbitros da FGX e o árbitro principal deve ter a chancela da FGX.

Regulamento Técnico e folder do evento: Deve contar com a chancela da Diretoria da FGX e estar disponível com pelo menos 60 dias de antecedência.

4. CAMPEONATO GAÚCHO DE XADREZ JUVENIL – SUB 20

Premiação Mínima:

a. A competição contará com a premiação mínima, em troféus e medalhas, assim distribuídos:

ii. O campeão receberá troféu e o 2º e 3º colocados receberão medalhas.

iii. A organização poderá oferecer medalhas de destaque para as diversas categorias juvenis, a seu critério.

Objetivo: Apontar o campeão e a campeã Gaúcha de Xadrez juvenil do ano em curso. 

Despesas de hospedagem e alimentação: Definidas pelo organizador.

Jogadores com direito a participação: Aberto a enxadristas federados no RS, no cadastro da CBX.

Inscrições: A critério do organizador, devendo ser especificado na proposta. 

Sistema e Duração: Suíço, mínimo de cinco rodadas.

Ritmo de Jogo: 15 min + 15 seg por lance a partir do primeiro lance em relógio digital ou 20 minutos K.O. em relógio analógico.

Cálculo de Rating: Preferencialmente FIDE e CBX, se possível. São encargos do organizador local as taxas FIDE/CBX, que devem ser repassadas à FGX para efetuar os registros e pagamentos.

Contrapartida para a FGX: Sem contrapartida

Arbitragem: Deve constar na lista de árbitros da FGX e o árbitro principal deve ter a chancela da FGX.

Regulamento Técnico e folder do evento: Deve contar com a chancela da Diretoria da FGX e estar disponível com pelo menos 60 dias de antecedência.

5. CIRCUITO GAÚCHO DE XADREZ RÁPIDO – COM VAGA PARA A FINAL DO CAMPEONATO GAÚCHO DE XADREZ CLÁSSICO

Etapas: Preferencialmente abrangendo várias regiões do estado, devendo ocorrer até o final de novembro de 2018. 

Premiação Mínima:

a. Livre, em moeda corrente nacional, definida pelo organizador do torneio.

b. A competição contará com a premiação mínima, em troféus e medalhas, assim distribuídos:

i. O campeão receberá troféu e o 2º e 3º colocados receberão medalhas.

ii. A organização poderá oferecer medalhas de destaque para as diversas categorias juvenis, feminina e veterano, a seu critério.

Objetivo: Apontar o Campeão do Circuito Gaúcho de Xadrez Rápido do ano em curso, garantindo participação na final fechada do Campeonato Gaúcho de Xadrez Clássico do mesmo ano. Para obter a vaga na final, o jogador deverá estar federado no RS, conforme estabelecido na descrição do Campeonato Gaúcho de Xadrez Clássico – Final Fechada, acima.

Divisões: Os organizadores locais têm liberdade para, paralelamente à etapa do circuito, realizar torneios em outras subdivisões (ex.: Divisão Escolar), onde o organizador local estabelecerá seus próprios critérios de organização e premiação.

Jogadores com direito a participação: Aberto a todos enxadristas com registro na CBX.

Inscrições: O valor da inscrição deverá oferecer desconto de 25% a enxadristas representantes de clubes regulares junto a FGX. O organizador também poderá especificar valores promocionais para enxadristas das categorias SUB 20, feminino e veterano. Adicionalmente, o clube organizador do torneio poderá oferecer descontos exclusivos para seus associados em dia com as mensalidades.

Duração: Preferencialmente em um dia de competição e mínimo de cinco rodadas no sistema suíço.

Ritmo de Jogo: 15 min + 15 seg por lance a partir do primeiro lance em relógio digital ou 20 min K.O. em relógio analógico.

Cálculo de Rating: Preferencialmente FIDE e CBX, se possível. São encargos do organizador local as taxas FIDE/CBX, que devem ser repassadas à FGX para efetuar os registros e pagamentos.

Contrapartida para a FGX: Sem contrapartida.

Arbitragem: Deve constar na lista de árbitros da FGX e o árbitro principal deve ter a chancela da FGX.

Regulamento Técnico e folder do evento: Deve contar com a chancela da Diretoria da FGX e estar disponível com pelo menos 60 dias de antecedência.

6. CIRCUITO GAÚCHO DE XADREZ BLITZ

Etapas: Preferencialmente abrangendo várias regiões do estado, devendo ocorrer até o final de novembro de 2018, com a exceção do último torneio do circuito que poderá ocorrer simultaneamente à final do Campeonato Gaúcho de Xadrez Clássico, no mesmo local. Neste caso, o organizador dos dois eventos deverá ser o mesmo. 

Premiação Mínima:

a. Livre, em moeda corrente nacional, definida pelo organizador do torneio.

b. A competição contará com a premiação mínima, em troféus e medalhas, assim distribuídos:

i. O campeão receberá troféu e o 2º e 3º colocados receberão medalhas.

ii. A organização poderá oferecer medalhas de destaque para as diversas categorias juvenis, feminina e veterano, a seu critério.

Objetivo: Apontar o Campeão do Circuito Gaúcho de Xadrez Blitz do ano em curso.

Divisões: Os organizadores locais têm liberdade para, paralelamente à etapa do circuito, realizar torneios em outras subdivisões (ex.: Divisão Escolar), onde o organizador local estabelecerá seus próprios critérios de organização e premiação.

Jogadores com direito a participação: Aberto a todos enxadristas com registro na CBX.

Inscrições: O valor da inscrição deverá oferecer desconto de 25% a enxadristas representantes de clubes regulares junto a FGX. O organizador também poderá especificar valores promocionais para enxadristas das categorias SUB 20, feminino e veterano. Adicionalmente, o clube organizador do torneio poderá oferecer descontos exclusivos para seus associados em dia com as mensalidades.

Duração: Preferencialmente em um dia de competição e mínimo de cinco rodadas no sistema suíço.

Ritmo de Jogo: 03 min + 02 seg. por lance a partir do primeiro lance em relógio digita ou 05 min K.O. em relógio analógico.

Cálculo de Rating: Preferencialmente FIDE e CBX, se possível. São encargos do organizador local as taxas FIDE/CBX, que devem ser repassadas à FGX para efetuar os registros e pagamentos.

Arbitragem: Deve constar na lista de árbitros da FGX e o árbitro principal deve ter a chancela da FGX.

Regulamento Técnico e folder do evento: Deve contar com a chancela da Diretoria da FGX e estar disponível com pelo menos 60 dias de antecedência.

Download em PDF 

 

 

 

 



Voltar